Visitantes

domingo, 23 de outubro de 2016

Eu e o Santo Daime


A primeira vez que escutei a falar do Santo Daime foi em meados de de 2008, logo quando comecei a ter contato com o mundo psicodélico. Em 2009 fiquei interessado em conhecê-lo um pouco mais e comecei a estudá-lo, porém nunca fui atrás do contato físico, coloquei em minha mente que isso aconteceria de forma natural em seu momento certo.

Já na universidade, na faculdade de filosofia, tive contato no primeiro semestre com a disciplina Antropologia da Religião, a qual me proporcionou conhecer um pouco sobre as religiões. Diante dessa magnífica façanha, pude conhecer muito mais sobre o daime. Para quem não o conhece, farei um rápido resumo de uma pesquisa na internet:

"O Santo Daime é uma uma manifestação religiosa surgida na região amazônica nas primeira décadas do século XX. Consiste em uma doutrina espiritualista que tem como base o uso sacramental de uma bebida enteógena, a ayahuasca. A doutrina não possui proselitismo, sendo a prática espiritual essencialmente individual, sendo o autoconhecimento e internalização os meios de obter sabedoria.

Segundo seus adeptos, a doutrina do Santo Daime é uma missão espiritual, que encaminha seus  praticantes ao perdão e a regeneração do seu ser. Isto acontece porque o daimista, ao praticar dos cultos e ingerir o Santo Daime inicia um processo de auto conhecimento, que visa corrigir os defeitos e melhorar-se sempre, aprimorando-se como ser humano.

Nos rituais sempre há uma forte presença musical. São sempre cantados hinos religiosos e são usados maracás, um instrumento indígena ancestral, na maioria dos locais do culto, além de violas, flautas, bongôs e atabaques.

Surgiu no estado brasileiro do Acre, no início do século XX, tendo como o fundador o lavrador e descendente de escravos Raimundo Irineu Serra, que passou a ser chamado dentro da doutrina e por todos que o conheciam como Mestre Irineu. Após conhecer a bebida sacramental chamada de ayahuasca pelos nativos da região Amazônica, Irineu Serra teve uma visão de características marianas, em que um ser espiritual superior lhe entrega a missão do Santo Daime."

Assim como esperado, tudo aconteceu no momento certo, na sexta-feira (21/10/2016), recebi um convite para participar de um ritual do Santo Daime no sábado. Comentei com um amigo, o mesmo se mostrou interessado. Então ontem, sábado 23 de outubro de 2016, eu e quatro amigos fomos ao Centro de Cultura Cósmica Suprema Luz Paz e Amor, um centro ayahuasqueiro localizado numa chácara no Gama, aqui em Brasília.

Foi uma experiência magnífica, os trabalhamos se iniciaram ás 18:00 horas e adentrou a madrugada. Uma chácara muito linda, pessoas acolhedoras, e todo um acompanhamento de conscientização sobre a busca do auto conhecimento individual.

Confesso que voltei outra pessoa, jamais serei o mesmo, por diversos momentos me senti extasiado e em profunda conexão com meu eu interior, conectado com a Força Divina. Refleti muito sobre a alma, perguntei-me sobre o que é viver, o porque do meu existir. Tirei mágoas do meu coração, perdoei muitas pessoas da quais tinha rancor.

Mesmo tendo passado por alucinações, tive uma sensação de paz profunda, refleti sobre a vida, sobre a alma, sobre fazer o bem incondicionalmente. Vomitei, pois o chá é muito forte, fui informado por membro do centro que é normal isso acontecer na primeira vez que se toma o chá, é um processo de limpeza, sai as impurezas. No caminho de casa, em conversa, cada um contou sua sobre suas experiências tidas com o daime naquela noite. Enfim, foi mais uma experiência na vida, uma das que mais marcou, acredito que voltarei a comungar o daime.

O Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor é um centro ayahusqueiro peculiar no Brasil que vale a pena ser conhecido. Fundado em 20 de maio de 1990, por Mestre Francisco Souza de Almeida (15.04.1944 - 21.21.1999) em Cuiabá (MT), transferiu-se para em 1996 para Brasília, sua sede regional se localiza no Gama. A família do fundador segue na missão de dirigir o centro.

Mestre Francisco era natural do Acre. Segundo seus discípulos, conviveu durante onze anos no ambiente daimista, tendo tomado daime com o Mestre Raimundo Irineu Serra (fundador do Santo Daime), o Padrinho Sebastião Mota de Melo (fundador da vertente daimista do Cefluris) e o Mestre Antonio Antonio Geraldo (líder de um dos grupos da Barquinha.).

Quem quiser conhecer  Centro de Cultura Cósmica Suprema Paz e Amor, está localizado no Núcleo Rural Casa Grande - Rua 08 Ma, Chácara 11, S/N Gama, Brasília - DF, CEP 72428-010 Brasil.

Edir Rodrigues

Nenhum comentário: